Dicas para pagar menos Imposto de Renda

Dicas para pagar menos Imposto de Renda

Nesta época de imposto de renda a dor de cabeça é intensa com o preenchimento e com o possível imposto a pagar. Então, abaixo trazemos 8 dicas para pagar menos imposto de renda, ou seja, minimizar a “mordida do leão”.

1. Declaração completa ou simplificada
Total atenção na hora de fazer a declaração, o próprio sistema da receita já apresenta qual das duas é mais vantajosa.

2. Em conjunto com o cônjuge ou separada
Se o seu parceiro ou parceira (inclusive para união estável entre pessoas do mesmo sexo) não obteve renda em 2017, vale a pena fazer em conjunto e colocar ele como seu dependente. Isto gerará, além do abatimento como dependente, também dedução das despesas legais (médicas e instruções). 

3. Dependentes
Sempre é interessante mapear o que está sendo pago para terceiros, tais dependentes ou parentes, tanto as despesas com ensino, despesas médicas ou até pagamento em dinheiro, pois há a possibilidade de obter um despacho do juiz, caracterizando pensão alimentícia, e assim ser deduzido tais valores no imposto de renda. Cabe salientar que a pensão judicial não é somente para filhos e cônjuges.

4. Dividir recebimentos de alugueis com outro CPF
Há a possibilidade de dividir os recebimentos de alugueis com seu cônjuge ou outra pessoa. Principalmente para aquele que não tem renda ou renda baixa. Converse com a imobiliária para que ela faça este rateio, pois é ela que informa à Receita Federal os valores repassados a título de alugueis.

5. Reformas
É recomendável que todos os gastos com reformas e ampliação de imóveis seja devidamente lançado na declaração, caracterizando um aumento do valor do bem. Isto reduzirá seu imposto na hora da venda, pois a receita determina que o imposto seja pago com base na diferença entre o valor de venda e o respectivo valor de compra. Se o valor de compra está maior, automaticamente o imposto será menor.

6. Previdência Privada
Muito cuidado ao fechar uma previdência privada, pois o plano de PGBL possibilita que haja a diminuição da base de cálculo do imposto de renda, no limite de 12% do total dos rendimentos. Atenção para os planos VGBL, os quais não permitem abatimento.

7. Empregado doméstico
Registrar a empregada doméstica fará com que haja a possibilidade de abater o valor do INSS (parte empregador) do total do imposto a pagar.

8. Livro Caixa
Todos os autônomos e profissionais liberais podem abater as despesas que possuem para obter a receita, tais como: aluguel, luz, agua, telefone, congressos, cursos, etc. Para isto deverá preencher o livro caixa (existe um software da receita para fazer download). Os valores gastos podem ser abatidos tanto dos recebimentos das pessoas físicas como jurídicas.

Outra dica muito importante é a possibilidade da declaração pré-preenchida, a qual é obtida no site da Receita Federal. Esta declaração evita erros no preenchimento, juntada de papeis e reduz drasticamente a possibilidade de cair na malha fina. É necessário possuir um certificado digital, caso não tenha poderá ser realizada uma procuração para outra pessoa que tenha, no caso a melhor pessoa é o seu contador. 

Aqui no escritório fazemos uma procuração para todos os nossos clientes e baixamos com o certificado do escritório. É muito prático e preciso.  

Para maiores informações e esclarecimentos a Equipe da Célere Contadores está à disposição.

 

Leia também

Comentários

comentários

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


1
Olá, eu sou o Bruno
Eu tenho Excelentes Oportunidades para Profissionais Liberais e Empresários. Vamos falar AGORA!
Powered by